Competências socioemocionais: o que são e como avaliar as habilidades

Nos últimos anos, foi possível perceber o quanto o mundo está mudando rapidamente e, com isso, passamos a reavaliar a importância de estarmos preparados não só intelectualmente, mas também emocionalmente. Para isso, é necessário que passemos a investir, ainda mais, no desenvolvimento socioemocional.

Neste conteúdo, explicaremos o que são as competências socioemocionais e como avaliar essas habilidades. Para ficar por dentro desse assunto, continue a leitura.

1- O que são competências socioemocionais
2- Quais são as competências socioemocionais
3- O que é uma avaliação socioemocional
4- Qual o objetivo de uma avaliação socioemocional
5- Atividades socioemocionais: exemplo prático
6- Desenvolvimento socioemocional para a educação infantil

O que são competências socioemocionais

As competências socioemocionais são denominadas como as capacidades inerentes a cada indivíduo e são expressas por meio de padrões comportamentais, sentimentais e de pensamentos. Essas capacidades transmitem o modo como as pessoas interagem emocionalmente e socialmente.

O campo emocional é composto pelas formas de se expressar e agir, provocando ativações internas como alternativas de adaptação ao meio. As emoções têm o propósito de ajudar as pessoas a se relacionarem com o mundo e com os outros e, dependendo da maneira que são conduzidas, podem tanto beneficiar quanto prejudicar esse processo de adaptação.

O campo social refere-se ao modo como o indivíduo se comporta no meio em que está inserido, como constrói as suas relações e como se posiciona em relação ao todo. Essa socialização causa um impacto direto na forma como cada um se reconhece, pois a maneira como os outros o veem influencia na formação do seu conceito de identidade.

As competências socioemocionais são, portanto, um conjunto de mecanismos individuais que, ao serem desenvolvidos com responsabilidade, auxiliam as pessoas no convívio em sociedade, estimulando-as a se posicionarem com relação ao seu ponto de vista e, ao mesmo tempo, a respeitarem o modo de pensar do outro.

Quais são as competências socioemocionais

Os pesquisadores que estudam sobre as competências socioemocionais identificaram um padrão de resposta e, por isso, desenvolveram uma forma de classificá-las em grupos. Foram criados cinco grupos com 17 competências socioemocionais relacionadas à maneira como cada pessoa se relaciona consigo e com os outros.

Para que você possa conhecer e identificar essas competências socioemocionais, preparamos uma lista:

Autogestão:

  • determinação;
  • organização;
  • responsabilidade;
  • persistência; e
  • foco.

Amabilidade:

  • empatia;
  • respeito; e
  • confiança.

Engajamento com os outros:

  • iniciativa social;
  • entusiasmo; e
  • assertividade.

Resiliência emocional:

  • tolerância ao estresse;
  • autoconfiança; e
  • tolerância à frustração.

Abertura ao novo:

  • curiosidade para aprender;
  • imaginação criativa; e
  • interesse artístico.

Quais são as competências socioemocionais da BNCC

Com o objetivo de regular a educação socioemocional no Brasil, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) determinou as 5 competências que devem ser priorizadas durante o ensino básico. Confira:

1- Autoconsciência: conhecer-se é uma das habilidades mais importantes e que poucas pessoas têm. Muitas nunca pararam para pensar em suas atitudes ou no modo como enxergam o mundo, e é exatamente isso que essa competência propõe.

2- Autogestão: após se conhecer, o próximo passo é gerenciar as próprias responsabilidades de acordo com o tempo que tem. Quanto antes a criança aprender a se organizar, mais fluido será o processo de autogestão conforme for crescendo.

3- Consciência social: aprender a olhar para si, sem dúvidas, é fundamental, mas também é preciso desenvolver uma consciência comum, pensar além das próprias questões. Somos diferentes e precisamos respeitar as individualidades de cada um.

4- Habilidades de relacionamento: para vivermos bem em sociedade, é essencial que aprendamos a nos relacionar com o outro. Colocar-se no lugar da outra pessoa e pensar em formas de melhorar a relação é um bom começo para desenvolver essa competência.

5- Tomada de decisão responsável: tomar decisões coerentes é extremamente importante para evitarmos possíveis problemas. Por isso, desenvolver o senso analítico para a tomada de decisão tem um impacto decisivo na nossa vida e na dos que estão à nossa volta.

O que é uma avaliação socioemocional

Diferentemente do modelo tradicional de avaliações, para uma avaliação socioemocional, é fundamental uma nova abordagem, pois uma prova não consegue, de fato, mensurar o nível de desenvolvimento das competências socioemocionais do estudante. Dessa forma, as atividades devem ser detalhadas, e o acompanhamento contínuo deve estar presente no dia a dia dos educadores.

Para que você possa compreender como essa avaliação deve ser desenvolvida, elencamos as etapas de preparo abaixo:

1- Selecionar a competência que será avaliada.

2- Descrever a competência.

3- Determinar os instrumentos que apresentam as habilidades esperadas.

4- Selecionar uma atividade que possa desenvolver a competência escolhida de acordo com os instrumentos que apresentam as habilidades esperadas.

Quer saber mais sobre avaliação socioemocional?

Qual o objetivo de uma avaliação socioemocional

Olhar para dentro e avaliar os nossos pensamentos e atitudes em relação às pessoas e às situações não é uma tarefa que costumamos fazer com frequência. O objetivo da avaliação socioemocional é trazer essa análise para o nosso dia a dia, possibilitando que possamos perceber como nos comportamos diante dos relacionamentos interpessoais. Sendo assim, essa avaliação auxilia no desenvolvimento socioemocional de cada um de nós, ensinando-nos a controlar as emoções para lidar com as diversas situações que surgirem.

Atividades socioemocionais: exemplo prático

No Colégio Leonardo da Vinci, são oferecidos e organizados espaços e situações de ensino para que o estudante desenvolva sua identidade, a compreensão do mundo e a apreensão do saber universal, permitindo a inserção da criança e do jovem no mundo dos conceitos e das representações simbólicas, num processo de interação com os outros, em que crescer e aprender tornam-se uma ação continuada.

Com o objetivo de colocar esses ensinamentos em prática, foi desenvolvido o projeto Voluntariado: encontros semanais que buscam o reconhecimento do papel de cidadãos dos jovens estudantes e a realização das ações concretas de empatia e solidariedade, traduzidas nas campanhas e nos projetos de auxílio às comunidades e instituições mais necessitadas.

Quer saber mais sobre as nossas atividades socioemocionais?

Desenvolvimento socioemocional para a educação infantil

A educação infantil do Leo está organizada por campos de experiências (abordagens do eu, do outro e do nós; Corpo, gestos e movimento; Escuta, fala, pensamento e imaginação; Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações) e possibilita o desenvolvimento integral da criança, as habilidades de conviver, participar, brincar, explorar, expressar e conhecer.

O ensino é realizado por meio da pedagogia de projetos e da investigação, com propostas envolvendo as múltiplas linguagens e o protagonismo. É por meio da brincadeira que a criança se conhece e conhece o mundo ao seu redor, estimulando e desenvolvendo as competências socioemocionais.

Quer saber mais sobre como funciona a educação socioemocional no Colégio Leonardo da Vinci?

Novidades do blog:

O que é a BNCC e quais são os objetivos de aprendizagem