Cultura maker: o que é e qual a sua importância na educação?

Se o seu filho gosta de colocar a mão na massa e desenvolver soluções criativas, ele está mais próximo da cultura maker do que você imagina. Não importa a idade, a curiosidade está diretamente relacionada à possibilidade de criar. Para isso, tanto os pais quanto as escolas devem oferecer os estímulos necessários para despertar, ainda mais, o potencial criativo nas crianças e nos adolescentes.

A fim de que você entenda como a cultura maker está inovando a educação, neste conteúdo, discutiremos o seu conceito e a importância de seu desenvolvimento nas escolas. Acompanhe!

1- O que é cultura maker
2 – O que é um espaço ou sala maker
3- O que é uma atividade maker
4- Cultura maker: três exemplos para aplicar em sala
5- O que é cultura maker na educação infantil

O que é cultura maker

O movimento maker, que deu origem à cultura maker, teve início logo após a Segunda Guerra Mundial. Devido à perda de diferentes recursos, a população precisou ressignificar a forma e a constância do processo de construção para, então, conseguir suprir as suas próprias necessidades.

Com a revolução digital e a facilidade de acesso aos recursos tecnológicos, a cultura maker conquistou um novo espaço, no qual as pessoas tornam realidade suas próprias ideias, desenvolvendo, assim, suas próprias ferramentas, tanto para o lado social quanto para o empresarial, sempre se baseando no cooperativismo e no compartilhamento de informações.

Apesar de a cultura maker já vir sendo disseminada há alguns anos, no Brasil, as escolas passaram a inserir o desenvolvimento maker em seus currículos há pouco tempo, pautadas na Base Nacional Comum Curricular. Afinal, o que a BNCC trouxe de novo para que as instituições de ensino investissem na cultura maker?

A partir de agora, o estudante passa a ser o protagonista do seu processo de construção do conhecimento. Pôr a “mão na massa” para criar possibilita ao aluno que ele seja o agente principal desse processo, em que o modo como ocorre é elaborado e assimilado pela sua mente, construindo, dessa forma, o seu próprio processo de aprendizagem.

O que é um espaço ou sala maker

O espaço maker é o ambiente designado aos estudantes para que eles possam se reunir, trocar ideias e colaborar com seus colegas enquanto desenvolvem seus projetos. Por ser uma área colaborativa, a disposição do ambiente deve, necessariamente, estimular o trabalho em grupo.

Nesse espaço, são os alunos que conduzem as atividades, apenas recebendo orientações indispensáveis de seus professores. A fim de que as ideias se tornem reais, essas áreas devem contar com uma variedade de ferramentas e materiais, baseados nos interesses dos estudantes e nos objetivos da atividade proposta.

O que é uma atividade maker

A atividade maker é o processo construtivo de novas soluções para situações-problema, sejam tecnológicas ou não. Para isso, são desenvolvidos projetos e, por meio dessa busca por respostas, são criados objetos e produtos inovadores. Sendo assim, pode-se dizer que a atividade maker é um modo de ensinar, normalmente caracterizada por uma abordagem colaborativa, que utiliza experimentações para chegar a novos e melhores resultados.

Aqui, nós contamos com essa metodologia!

Cultura maker: três exemplos para aplicar em sala

No Colégio Leonardo da Vinci, os alunos têm contato com a cultura maker por meio de diferentes projetos, de acordo com cada segmento de ensino. Para que você possa entender melhor como estimulamos a criatividade e a conectamos com a tecnologia, separamos alguns exemplos abaixo. Confira!

Iniciação Científica

Esta disciplina, que é integrada às Ciências da Natureza (Química, Física e Biologia), ensina, desde a Educação Infantil, como desenvolver e concluir projetos científicos a partir das práticas em laboratório, estimulando a curiosidade e a busca de respostas para os questionamentos que surgem de observações e constatações das vivências.

Matemática Avançada

A aprendizagem em Matemática é aprofundada quando os alunos são desafiados e instigados com questões inovadoras e também quando se tornam protagonistas e trabalham em equipe. Estabelecer hipóteses e estratégias, reconhecer os conceitos envolvidos em uma questão, interpretar os elementos presentes no problema, propor e testar ideias e discutir sua amplitude de validade são algumas das habilidades que são trabalhadas nessa disciplina.

Robótica e Empreendedorismo

Com a finalidade de desenvolver a lógica computacional, a lógica matemática e os princípios da física, introduzimos a disciplina de Robótica no 5º ano do Colégio Leonardo da Vinci Beta. Dentro dessa disciplina, desenvolvemos o comportamento empreendedor, na medida em que os produtos criados pelos ensinamentos da robótica são colocados como parte de um projeto de constituição de empresas e desenvolvimento da compreensão do mercado financeiro.

O que é cultura maker na educação infantil

Na Educação Infantil do Leo, são realizadas atividades por meio da pedagogia de projetos e da investigação, com propostas envolvendo as múltiplas linguagens e o protagonismo. O brincar tem um papel fundamental em nossa escola, pois é por meio da brincadeira que a criança se conhece e conhece o mundo ao seu redor, além de propiciar a interação com o outro.

Criatividade: os professores desenvolvem atividades baseadas em uma situação-problema. Dessa forma, a solução pode ser encontrada por meio de atividades lúdicas, como a pintura, o desenho, a construção de objetos ou materiais recicláveis.

Protagonismo: a cultura maker, por ser uma metodologia ativa, posiciona o aluno como o principal responsável por resolver as questões propostas. Sendo assim, ele é estimulado a buscar caminhos para obter soluções mais assertivas.

Cooperação: por meio das atividades propostas, as crianças desenvolvem habilidades socioemocionais, como a cooperação, que são fundamentais para incentivar a interação com os colegas.

Quer saber mais sobre como funciona a cultura maker no Colégio Leonardo da Vinci?

Novidades do blog:

O que é a BNCC e quais são os objetivos de aprendizagem

O que é a BNCC e quais são os objetivos de aprendizagem

Você provavelmente já ouviu falar sobre a Base Nacional Comum Curricular, mais conhecida como “BNCC”. Apesar de sua relevância na…
Atividades para aprender a ler: a forma mais fácil de alfabetizar

Atividades para aprender a ler: a forma mais fácil de alfabetizar

Apesar de a leitura fazer parte do cotidiano de diversas pessoas ao redor do mundo, muitas crianças podem apresentar dificuldades…